Blog Clube Auge.

Seus pequenos preparados para o mundo.

Adaptação escolar: como auxiliar os pequenos nos primeiros dias de aula?

criança com problema de adaptação escolar

Adaptação escolar: como auxiliar os pequenos nos primeiros dias de aula?

criança com problema de adaptação escolar

As mudanças fazem parte da nossa vida, inclusive dos mais novos que vão ingressar pela primeira vez na escola ou ainda trocar de instituição de ensino. Para que esse momento não seja traumático ou atrapalhe a vida acadêmica da criança, é preciso fazer a adaptação escolar.

Mas, como os pais — que também ficam fragilizados nessa nova fase da vida dos filhos — podem ajudar as crianças? Há algumas estratégias, entre elas, a prática da leitura infantil.

Acompanhe nosso post e veja nossas diacas. Entenda também por que a adaptação é um desafio para os pequenos e qual a importância da parceria entre família e escola!

 

Por que a adaptação escolar é um desafio para muitas crianças?

Quem nunca sentiu medo ao vivenciar uma situação nova? O primeiro dia no emprego, a primeira vez dirigindo sozinho ou a primeira vez que teve que falar em público? Com as crianças não é diferente. Por isso, a adaptação escolar é um desafio e tanto para elas. Ainda mais para quem nunca havia frequentado a escola.

Por mais cores, músicas, brinquedos e outros atrativos que o ambiente da educação infantil ofereça, a criança se vê em um mundo desconhecido: não está mais na sua casa ou na casa da vovó. É preciso seguir regras, dividir, fazer atividades e, o mais difícil, ficar longe da mãe.

As dificuldades também são grandes para quem já estava na escola, mas muda de instituição de ensino. E, também, para aqueles que continuam no mesmo local, porém com um novo turno das aulas. O aluno se depara com uma nova professora e se vê sozinho, pois os amigos ficaram na turma que ele deixou.

Independentemente da situação, o importante é que tanto a família como a escola sejam compreensivas com a criança para que esse processo não se torne doloroso.

 

Como os pais podem ajudar os filhos durante a adaptação escolar?

A grande dúvida de pais e mães é: como auxiliar os filhos, ainda mais os bem pequenos, na adaptação escolar? Veja as nossas dicas a seguir.

Prepare a criança para o momento

Algumas semanas antes de iniciarem as aulas, comece a conversar com seu filho. Fale como será a rotina, que ele terá uma professora e muitos amigos. Se possível, visite a escola com ele ou leve-o junto para comprar a lancheira, mochila e lápis de cor.

Aos poucos, ele vai se acostumando com a mudança que vai acontecer e não sentirá tanto nos primeiros dias da adaptação escolar.

Não se frustre se, mesmo com toda essa preparação, a criança começar a chorar ou não quiser entrar na escola. O momento é único para cada aluno. Alguns se adaptam rapidamente, mesmo sem muito esforço dos pais; outros ficam com medo ou são mais tímidos e demonstram mais dificuldade nessa etapa.

A leitura infantil também pode ajudar. Os personagens das histórias podem servir de exemplo. Mesmo que a narrativa não trate especificamente sobre a vida escolar, os pais podem aproveitar de um personagem que, por exemplo, sinta medo de determinada situação e encontra estratégias para enfrentá-la, para demonstrar à criança que todos nós passamos por situações difíceis, mas que é possível superá-las e ser feliz.

Não tenha pressa para concluir o processo

Sabemos que a rotina dos pais é corrida, equilibrando o trabalho com os cuidados dos filhos. Mesmo assim, a dica é não ter pressa com a adaptação escolar. Se a escola recomendar que, na primeira semana, a criança permaneça apenas duas horas na instituição, respeite a regra. Com o passar dos dias, esse período vai aumentando até ocupar todo o horário regular de aula.

É comum também que os pais permaneçam na escola — em um local reservado — nos primeiros dias. Assim eles podem proporcionar acolhimento caso a criança comece a chorar ou demonstre resistência em ficar com a professora.

Então, caso não seja possível para os pais participarem de forma adequada dessa etapa, o melhor é pedir a alguém próximo da criança como uma tia, avó ou amigo da família para acompanhar o processo.

Cumpra o que foi prometido

Muitas vezes, para não magoar as crianças, as mães saem de “fininho” de perto delas ou inventam alguma desculpa como “vou ao banheiro e já volto” ou “estarei ali no pátio”, mas acabam indo embora.

Não faça isso. A tendência é que o pequeno busque proteção na família e se ele, ao procurar a mãe, não encontrá-la ou perceber que ela não volta mais, ficará ainda mais triste, dificultando o processo de adaptação.

Estabeleça uma rotina

Quando os pequenos iniciam ou retomam a vida escolar ficam mais cansados. O horário do soninho pode não existir ou ficar mais restrito, há mais atividades, entre outros fatores. Dessa maneira, o ideal é criar uma rotina para a criança de modo que ela chegue descansada na escola e possa aproveitar ao máximo.

Não transmita insegurança

Muitas professoras da educação infantil sabem que, muitas vezes, a maior dificuldade com a adaptação está com os pais. Muitas mães relatam que ficaram tristes porque o filho entrou contente na sala de aula em seu primeiro dia da escola.

É óbvio que a família também sente essa separação e sofre nesse momento, mas não transmita isso para a criança. Pelo contrário, demonstre confiança, fale o quanto ela cresceu e como será divertida essa nova fase.

 

Qual a importância da parceria com a escola durante a adaptação escolar?

Um ponto fundamental para que a adaptação escolar seja um sucesso é a parceria entre a família e a escola.

Os pais devem conversar com os educadores, saber como foi o dia da criança, o que a deixou triste, se ela comeu, entre outros detalhes. Por outro lado, a família também deve informar à professora como a criança está naquele dia, pois pode ser preciso alguma atenção especial.

Fique por dentro dos nomes dos amigos e das atividades realizadas para que você possa conversar com seu filho. Participe também das reuniões e outros eventos propostos pela escola.

Se você vai matricular seu filho na escola pela primeira vez, saiba que terá um período, de dias ou até semanas, voltado para a adaptação escolar. É uma fase de transição necessária para que a criança possa, aos poucos, se acostumar com essa nova rotina e com o fato de que vai ficar longe dos pais por um tempo maior.

Gostou das dicas que apresentamos neste post? Tem alguma dúvida em como ajudar seu filho a enfrentar esse processo? Deixe sua pergunta nos comentários!

Compartilhe em suas redes sociais!